esquadrao-suicida-destaque-experimento42

Esquadrão Suicida | Crítica

Não é um desastre, mas decepciona

Redes Sociais:

(Esquadrão Suicida; Original: Suicide Squad; 2h03min; 2016; Estados Unidos; Direção: David Ayer; Roteiro: David AyerElenco: Viola Davies, Will Smith, Margot Robbie, Jared Leto, Jay Hernandez, Jai Courtney, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Cara Delevingne, Joel Kinnaman, Ben Affleck, Karen Fukuhara)

Vamos lá: Esquadrão Suicida não é um desastre, como muitos estão pintando. Mas está bem longe de ser um bom filme também.

O novo filme do universo cinematográfico da DC Comics chega aos cinemas brasileiros com uma expectativa altíssima, alavancada por grandes promessas no elenco e trailers empolgantes. Mas chega à sombra do fracasso de críticas de Batman vs Superman como mais uma derrapada.

Esquadrão Suicida é como uma colcha de retalhos. Alguns dos pedaços são bonitos e bacanas, outros meio estranhos e sem graça, e juntos formam um resultado confuso e duvidoso.

A história mostra presos super-poderosos que são reunidos pela impressionante Amanda Waller para formar um esquadrão poderoso sob seu comando, dessa forma usando os “meta-humanos” para combaterem outros que possam surgir e ameaçar o mundo.

Sim, as cenas de ação são boas e até empolgantes, salvo em alguns momentos em que estão muito escuras e um uso de câmera lenta bem ruim no final do filme. Separadamente, alguns personagens são bem trabalhados: Arlequina (Margot Robbie) está ótima; o Capitão Bumerangue (Jai Courtney) e o Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje) estão divertidos e carismáticos; e, surpreendentemente, El Diablo (Jay Hernandez) é um dos pontos altos do filme com um desenvolvimento excelente. Viola Davies, como é de praxe, arrasa interpretando a forte Amanda Waller. Já Will Smith nos cativa, mas sua caracterização como Pistoleiro não foge muito do papel-padrão do ator, e, pela história dos quadrinhos, ele poderia ser bem melhor.

Já outros, como Rick Flagg (Joel Kinnaman) e Magia (Cara Delevingne), que são importantes para história, deveriam ter sido melhor trabalhados tanto no roteiro quanto na atuação. Katana (Karen Fukuhara), que poderia ser incrível, é absolutamente dispensável.

A maior decepção fica por conta do Coringa de Jared Leto. Como o filme, o icônico personagem não é horrível, mas é muito frustrante. O ator certamente tentou criar uma caracterização única, mas nem dá para termos certeza se ela funciona ou não – o roteiro e as motivações do vilão não ajudam em nada na construção dele.

Acredito que a ideia era justamente a de que o Coringa não ofuscasse o grupo principal, mas fosse apresentado no longa para ganhar mais importância futuramente nos filmes da DC. No entanto, ele não funcionou em Esquadrão Suicida e não sei se o público vai se entusiasmar para vê-lo novamente se seguir a linha apresentada aqui. Leto com certeza tem potencial, só foi muito mal aproveitado com uma trama ruim.

Quando você junta essa galera toda surgem vários problemas e o filme não lida bem com eles. A edição apresenta várias falhas que tornam a história confusa, quando na verdade ela seria bem simples. A trilha sonora é boa (exceto pela péssima ideia de usar uma mesma música de Guardiões da Galáxia), mas muito mal inserida na película. Ou seja, direção, roteiro e edição se atrapalharam bastante.

Esquadrão ainda conta com algumas participações especiais de personagens do Universo da DC que são bem divertidas e que fazem total sentido para a história. Mesmo com seus próprios problemas, o filme deixa pontadas de excitação para o que está por vir ainda.

A grande questão de Esquadrão Suicida é: não é um filme terrível, é ok, mas tinha tanto potencial para ser algo diferente – seguindo uma linha que a concorrente jamais iria adentrar-, divertido e, até mesmo grandioso, que o resultado é decepcionante. É esperar, mais uma vez, que as novas produções saídas do Universo DC, como Mulher-Maravilha e Liga da Justiça – que tiveram excelentes trailers – consigam tirar esse estigma ruim que as primeiras produções estão deixando.

PS: Nada de sair do cinema antes – existe uma cena pós-créditos!

 

Palavras-chave: , , , , , ,

Galeria de Imagens

Há 2 imagens neste post. Clique nas imagens para ampliá-las / abrir a galeria.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Posts Relacionados

Leia mais sobre dc comics:

Comentários

Através do Facebook

Através do site [Nenhum Comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Current day month ye@r *