O Senhor da Luz_experimento42

O Senhor da Luz | Resenha

Livro é inventivo e cria um mundo novo e encantador

Redes Sociais:

Ficar sozinho no mundo não é algo fácil. Ficar sozinho em um mundo que está morrendo – quando sua missão é salvá-lo – é ainda pior. E ter asas e poderes e estar rodeado de seres fantásticos não vai aliviar o fardo, só torná-lo mais perigoso.

Em O Senhor da Luz – A Saga de Datahriun (320 páginas, ficção, autora: Graciele Ruiz, editora: Novo século) conhecemos Lícia, uma jovem de Kan que recebe do avô uma das cinco chaves de Selaizan, o Senhor da Luz (não, não é R’hllor), que junto com as outras pode abrir uma caixa misteriosa e com isso utilizar o poder para salvar Datahriun, planeta em que vivem e que está morrendo, ainda mais devido as ameaças que existem dentro dele. Para cumprir sua tarefa, Lícia precisa reunir as chaves dos outros guardiões, mas ela nem sabe onde eles podem estar e precisa seguir pistas.

O mundo de Datahriun é ricamente descrito: desde o começo, somos a ele apresentados, mostrando desde como correm os dias até como se dividem os povos. É bom que essa explicação seja feita logo no início, pois não há nenhum ser fora daquele mundo ali, portanto não haveria necessidade de explicar isso para eles, o que poderia causar confusão nos leitores. Ponto para a autora. Já as culturas e lendas de cada povo podem e são inseridos de acordo com a necessidade de sabermos sobre eles, mantendo sempre o interesse.

Os povos de Datahriun estão divididos em nove clãs: Kan, Akinus, Taon, Mériun, Guanten, Mei, Shinithi, Razoni e Munsulia. Cada um deles possui características únicas, assim como poderes próprios. Mas Datahriun está morrendo, e os povos entram em conflito pelo simples fato de o outro poder representar uma ameaça. Viajar é complicado, e as recepções geralmente são com flechas e espadas.

A linguagem é simples e efetiva, transitando bem entre os pontos de vistas dos diversos personagens que assumem a narrativa, por vezes sem nem mudar o capítulo. O leitor não se perde nem se pergunta quem está falando, até porque os personagens têm personalidades bem definidas que auxiliam nessas transições.

Os personagens são bem interessantes, ainda que nem sempre muito aprofundados. A protagonista, Lícia, é adorável e determinada, mas sabemos pouco dela, o que pode até ser uma técnica para identificação. Mas aí nos deparamos com Nahya e Layer, o dragão dela, que possuem uma história bem delineada e interessante, encantando rapidamente o leitor, e sentimos falta dessa profundidade em Lícia, mas que pode ser feita nos próximos livros.

Há vários seres inspirados em diversas aventuras da cultura pop, mas nada é só uma releitura, como tanto estamos acostumados a ver em alguns autores, que utilizam muito a base de algo e só a transformam ou criam uma história em cima. É um mundo novo, que pode ter desdobramentos únicos e outras histórias igualmente ricas podem ser contadas, como a trama anterior, de Selaizan, ou mesmo de cada povo. São tantos e tão diversos que há muita fonte para história ali.

Um dos problemas de O Senhor da Luz é que algumas coisas parecem acontecer por acaso. Mas como esse fato é mencionado pelos próprios personagens, talvez seja algo mágico ou Lícia tenha mesmo um guia ajudando-a na jornada. Agora, uma sugestão para uma próxima edição ou segundo livro: um mapa! O mundo é gigante e seria legal podermos acompanhar mentalmente os passos dos personagens.

A autora, Graciele Ruiz, cria com sua narrativa um mundo e batalhas (que não são poucas) um mundo bem descrito. Há fugas, missões ‘infiltradas’, acordos ruins e batalhas entre exércitos, que é o auge do livro.O livro não deixa de seguir bem claramente a saga do herói, mas isso não diminui a história em nenhum sentido.

Datahriun é um mundo que encanta, mesmo com todos os seus perigos e receios dos povos, que constantemente entram em conflitos, principalmente pelo local estar morrendo. É um lugar perigoso, mas ao mesmo tempo encantador, e O Senhor da Luz é uma excelente introdução a ele. E agora que estamos acostumados, já podemos passar para um próximo livro da saga, vendo que outras dificuldades Lícia terá que enfrentar, e como agirá quando suas escolhas voltarem para persegui-la.

Palavras-chave: , , , ,

Galeria de Imagens

Há 3 imagens neste post. Clique nas imagens para ampliá-las / abrir a galeria.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Posts Relacionados

Leia mais sobre novo século:

Comentários

Através do Facebook

Através do site [Nenhum Comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Current day month ye@r *