star trek sem fronteiras-critica-experimento42

Star Trek: Sem Fronteiras | Crítica

Uma homenagem à série clássica

Redes Sociais:

(Star Trek: Sem Fronteiras; original: Star Trek Beyond; 2016; 2h02 min; Direção: Justin Lin; Roteiro: SimonPegg, Doug Jung; Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto, Karl Urban, Zoe Saldana, Simon Pegg, John Cho, Anton Yelchin, Idris Elba, Sofia Boutella)

Star Trek: Sem Fronteiras é o filme que continua o renascimento da franquia que começou com uma série de ficção cientifica em 1966, originalmente chamada Star Trek e atualmente renomeada para Star Trek: The Original Series. Em 2009 o diretor J.J. Abrams revitalizou a franquia e deu novo fôlego trazendo a série para telas com um filme que atualizou personagens e tramas. A continuação homenageou e foi fiel, mesmo mantendo algumas particularidades que o distanciava da série original.

Neste terceiro filme temos um novo diretor, tão apaixonado pela série quanto Abrams, porém mais conhecido por filmes de ação, mais precisamente os filmes Velozes e Furiosos, o diretor  Justin Lin. Seu jeito de contar histórias com muita ação está presente em todo filme, mas a pegada de ficção científica e o caráter mais “episódico” do filme se destaca como uma excelente surpresa e aproxima mais o filme da série original do que os anteriores.

O equilíbrio entre ação, diálogos e o mergulho no universo sci-fi é ótimo. O longa é divertido para  fãs antigos ou para quem está fazendo sua primeira viagem na Enterprise, principalmente por ser tão similar a um episódio de série, sem que seja necessário assistir os filmes anteriores para entender a trama e se divertir muito.

Star-Trek-3

A história continua as viagens da nave Enterprise em sua missão de cinco anos para encontrar novos mundos, novas civilizações audaciosamente indo onde nenhum homem foi antes. Estamos no terceiro ano da missão quando uma estação espacial recebe um pedido de socorro que faz o capitão Kirk (Chris Pine) levar sua tripulação a uma nebulosa desconhecida. A missão acaba ligando-os ao maléfico vilão Krall (Idris Elba), um insurgente anti-Frota Estelar interessado em um objeto de posse do líder da nave. A Enterprise é atacada e eles acabam em um planeta desconhecido, onde o grupo acaba sendo dividido.

A história e o diretor consegue se aprofundar mais nos personagens, indo além de se preocupar com Capitão Kirk ou senhor Spock. Em Sem fronteiras cada tripulante da ponte de comando tem sua personalidade e habilidades bem desenvolvidas, e eles finalmente são mostrados como um grupo forte e competente e a liderança do Capitão Kirk se faz mais presente.

jaylah

Todos os atores voltam à vontade em seus papéis, explorando o tempo extra que ganharam em tela. O destaque fica para Sofia Boutella, Jaylah, que possui bela voz, ótimos movimentos de luta, assim como idris Elba, mas tem o lado divertido de ver sua casa andar por aí com barulhos ensurdecedores.

Os efeitos especiais estão maravilhosos como deveriam ser, mas o tom escuro utilizado no filme pode ter realçado os momentos mais tristes e dramáticos, mas também dificultou a compreensão de algumas cenas, incluindo momentos importantes que se apagam na escuridão. No começo, há cenas de luta em ambientes de pouca luz, o que torna entender o que está acontecendo praticamente impossível, e a péssima ideia de 3D (que não serve para nada e nem mostrou a que veio) só piora tudo.

star-trek-beyond

Apesar da paleta inicialmente escura, o filme eventualmente se abre para o dia e para cores, também no tom: o filme é o mais leve da até agora trilogia, fazendo várias piadas e cenas divertidas que remetem imediatamente à série original. Isso e outros easter eggs são um extra para os fãs dos clássicos.

Star Trek: Sem Fronteiras é, provavelmente, o melhor filme do verão norte-americano, um dos poucos que não decepcionou.

Palavras-chave: , , , , , , , , , ,

Galeria de Imagens

Há 5 imagens neste post. Clique nas imagens para ampliá-las / abrir a galeria.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Posts Relacionados

Leia mais sobre star trek:

Comentários

Através do Facebook

Através do site [Nenhum Comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Current day month ye@r *